Archive for “Novembro, 2020”

KARATE FAZ FALTA

Têm sido tempos de penosa exceção. Praticantes e “Family Supporters (R)”, já sabíamos o quanto nos afetaria a falta da prática regular do karate.
Temos perfeita consciencia que a natureza individual da superação do caminho (DO) de esforço e conquistas, que no quotidiano palmilhamos com abnegação e que reconhecemos como construtor de personalidades sãs e comprometidas com a sociedade, se desenvolve em conjunto.
Este período de afastamento forçado deixa marcas que temos de continuar a atenuar, regressando prudentemente à nossa atividade presencial sob a vigilante supervisão dos nossos instrutores, que se têm empenhado em construir um modelo responsável de trabalho que assegure a proteção e segurança dos nossos praticantes.
Definitivamente o #KARATEFAZFALTA (R).

ANO DO #INSTRUTORAPKS

Ano do #InstrutorAPKS
O Projeto Ano do #InstrutorAPKS surge na continuidade das diversas iniciativas da Associação Portuguesa de Karate Shukokai (APKS) tais como o #karatefazbem e #karatefazfalta, estimuladas pela campanha FAMILY SUPPORTERS – elementos agregadores e baluartes do KARATE-KA – o protagonista e figura central na dinâmica marcial do KARATE-DO no seio da APKS.
O SENSEI – termo japonês – apresenta-se como o Mestre ou Professor que veicula o conhecimento do Karate transmitindo os ensinamentos técnicos, éticos e filosóficos da Arte Marcial, reproduzindo rituais antigos que evocam a era dos Samurais e as suas características guerreiras, representadas em inúmeras narrativas românticas de batalhas épicas e confrontos heroicos.
O SENSEI é, assim, o elo de ligação entre o aluno e a Arte, sendo o principal responsável pela construção e desenvolvimento da personalidade marcial do KARATE-KA e o termo “INSTRUTOR” é utilizado numa lógica de enquadramento orgânico e funcional no seio da Comunidade Marcial agregadora – a Associação – , relevando o aspeto técnico e formativo que cada um dos responsáveis dos Centros de Instrução deve incorporar.
O Instrutor de Karate deve procurar ensinar pelo exemplo, pondo em prática os princípios marciais preconizados no Bushido (Justiça, Respeito, Coragem, Honra, Compaixão, Honestidade e Lealdade), assumindo essa responsabilidade dentro e fora do Dojo (local de prática).
Com efeito, a figura do Instrutor não se esgota no espaço marcial representado pelo Dojo. O seu alcance e perceção por alunos e Family Supporters transcendem aquela mera representação e, não raras vezes, o Instrutor assume um papel de protetor do seu grupo, da sua tribo, tornando-se de alguma forma um conselheiro, um mentor e um Amigo, apelando a um sentido de responsabilidade acrescida e espírito de missão.
Este papel é, ao mesmo tempo, despretensioso, pois o Instrutor sabe que, à semelhança de outros formadores ou professores, ele não vai mudar o praticante, mas vai criar e proporcionar as condições para que ele possa mudar.
Assim, no Ano do #InstrutorAPKS será dado destaque às dezenas de Instrutores que compõem o núcleo duro da APKS e que são a sua força motriz, mobilizando as centenas de praticantes a nível nacional em prol do Karate.
Pretende-se elevar e distinguir a figura do Instrutor, relevando o seu papel primordial na APKS e na importância vital que cada um tem na formação de Karatekas e de novos Instrutores, para assim promover o crescimento associativo através da abertura de novos Dojos.
Concluímos esta nota introdutória com um Provérbio ZEN que tem o objetivo de simbolizar o início de novas etapas.
Para percorrer o caminho
Respeite o mestre
Siga o mestre
Caminhe junto ao mestre
Enxergue além do mestre
Torne-se o mestre