ESTÁGIO DE KARATE SHUKOKAI NA LUSOFONIA

Vai realizar-se no próximo dia 27 de Fevereiro mais um evento de grande importância na vida da nossa associação. Neste período crítico, que persiste em tentar condicionar-nos, a APKS responde de novo, com um espírito de resiliência e a toda a prova, mantendo na primeira ljnha os valores que nos guiam nesta busca pessoal e coletiva.

Sob o tema MUSHIN, Ausência de Mente | Liberdade de Pensamento, iremos encontrar-nos em mais um momento de profunda aprendizagem, em torno dos ensinamentos do nosso Mestre Shihan Marcelo Avevedo.

Mushin, propõe-nos um estado de não mente (ou o emprego total da mente) i.e. uma mente que não se fixa em nada nem está focada em pensamentos ou emoções. Pelo contrário está num estado em que se encontra aberta e disponível para tudo.

É também um conceito do BUDO, que visa essencialmente manter-se calmo quando somos confrontados com uma situação de stress e pressão, este estado de calma ou tranquilidade age em nós como um silencio auto-imposto.

Tal como o Zanshin, este estado foca a atenção do Karateka para o presente e para o momento, abrindo a sua mente para todo o tipo de mudança de situação em que está envolvido.

Logo que o Karateka alcança este estado de Mushin, a sua mente não se distrai com pensamentos desnecessários, nem com o que o rodeia.

O estado de Mushin é alcançado quando a mente está livre de pensamentos quer seja de raiva ou de medo. Simplesmente liberta o ego, durante o combate ou simplesmente no dia a dia, ocorrendo uma ausência total de pensamentos.

Nesse estado, o indivíduo é totalmente livre para agir ou reagir contra um adversário, sem hesitação, pois não está preso a qualquer pensamento de avaliação ou a qualquer outro conceito. Neste estado a pessoa age não a pensar no próximo movimento ou naquilo que o oponente pensa que deve ser o próximo movimento, porque todos os movimentos acontecem de uma forma espontânea, intuitiva e natural.

Este estado não deve ser confundido como um estado de relaxamento. Antes pelo contrário, a mente está a trabalhar com toda a intensidade, mas (e isto é que é o importante), sem intenção, plano ou direção.

Há Mestres que acreditam que o estado de Mushin é alcançado quando a pessoa finalmente percebe a inutilidade das técnicas e se torna verdadeiramente livre para se movimentar.

De facto, os indivíduos não mais se consideram a elas próprias como combatentes mas simplesmente seres vivos que se movem no espaço. A mente deve estar sempre em estado de tranquilidade, em movimento e nunca deve haver paragem neste movimento constante.

Quando um Karateka enfrenta o seu oponente ele não pensa no adversário nem em si próprio, nem quais são as técnicas do seu oponente. Ele simplesmente aguarda, esquece todas as técnicas e fica pronto apenas para seguir o que o seu subconsciente lhe indica.

Apesar de Mushin não ser um estado em que a mente normalmente se encontra, em Karate ou nas artes marciais isto pode ser alcançado através do combate.

No caso do Karate, este estado também pode ser alcançado através do treino de Kata e da execução constante e repetida dos movimentos do próprio Kata.

O estado de Mushin é quando o Karateka se torna ele próprio o Kata.

Se este estado pode ser alcançado através da prática e do estudo das Artes Marciais, o objetivo é então alcançar o mesmo estado de completa serenidade em todos os aspetos do dia a dia do praticante.

Uma palavra especial para os Family Supporters (R), com quem queremos ter uma conversa sobre a nutrição dos nossos praticantes e o papel do karate durante a pandemia. Sob a coordenação da Teresa Mourão e da Jessica Ferreira, especialistas nessas áreas, iremos encontra-nos entre recomendações e reflexões, que contribuirão da melhor forma para encarar com melhores perspetivas esses dois temas tão emergentes.

Ainda, no seguimento da nossa visão global do karate, estaremos em conjunto com os nossos amigos da lusofonia que mantêm acessa a chama desta ligação que nos alimenta e que se chama SHUKOKAI.

OSS